Como evitar prejuízos com imprevistos empresariais? Descubra agora!

Quem atua como gestor de um negócio sabe como essa tarefa é difícil no dia a dia, tanto na contratação de funcionários como no controle dos processos e na tomada de decisões. Isso porque, em muitos casos, a saúde financeira da empresa fica à mercê de situações que podem fugir do controle da chefia. Nessas horas, então, estar preparado para agir e reduzir os impactos é fundamental.

Mesmo com uma estratégia de atuação baseada em planejamento e eficiência, não é fácil se livrar de imprevistos empresariais, inerentes à natureza da atividade empreendedora. Ainda assim, há formas de evitar o surgimento de alguns deles. Quer saber como? Veja a seguir as principais eventualidades do mundo corporativo e como se preparar para cada uma delas!

Os mais comuns imprevistos empresariais

Quando falamos dessas eventualidades corporativas, pensamos logo naquelas ligadas ao mercado e às condições do setor — ou seja, o que nos foge ao controle. Bom, mesmo estas podem ser melhor controladas se houver um plano de gerenciamento eficiente. Mas elas não são as únicas. Vejamos mais algumas a seguir.

Acidentes de trabalho

Esse item é deixado de lado em muitas organizações por ser considerado um custo extra, desnecessário. No entanto, investir na medicina do trabalho pode significar menos absenteísmo, custos menores com licenças médicas, melhora na qualidade de vida dos funcionários e mais motivação e produtividade no dia a dia corporativo.

Esse investimento também deixa a empresa preparada para atuar em casos de acidentes de trabalho. Veja o que é considerado pela legislação vigente nesse sentido:

  • doenças desencadeadas pela atividade exercida pelo funcionário no exercício da função;
  • acidentes ocorridos durante o expediente do indivíduo dentro do ambiente da organização;
  • acidentes que acontecerem durante o trajeto do funcionário entre a sua casa e o trabalho, se a distância e o tempo forem compatíveis com o percurso feito normalmente.

Investir nessa segurança do trabalho pode até ser considerado como mais um gasto para a empresa. Contudo, aquela que não cumprir a legislação pode ser multada, obrigada a pagar o Seguro de Acidente do Trabalho (SAT) e até levada à justiça por causas trabalhistas. Muito prejuízo, não é mesmo? Então, tenha um programa sólido de segurança do trabalho na sua empresa para minimizar esses imprevistos e garantir o bem-estar de todos!

Problemas com a responsabilidade civil

Situações como essa podem ocorrer para quem trabalha com a prestação de serviços a terceiros, como empresas de eventos, por exemplo. Nesse caso, os funcionários vão trabalhar nas dependências dos próprios clientes, provavelmente, com equipamentos de outros.

Isso significa que, quanto à responsabilidade civil, é preciso estar preparado para prejuízos financeiros causados graças a indenizações por danos materiais ou morais a clientes, funcionários ou fornecedores, mesmo que de forma involuntária. Nesses casos, contar com um bom seguro pode livrar você de uma grande conta a pagar, para o ressarcimento de quem quer que seja.

Danos ao patrimônio da empresa

A perda de materiais e equipamentos também pode representar um grande imprevisto empresarial, com grave prejuízo financeiro. Ela pode até colocar em risco a sobrevivência da companhia, a depender da situação. Você não quer ter esse tipo de eventualidade, não é mesmo? Vejamos em quais casos pode haver danos ao patrimônio:

  • roubos;
  • despesas emergenciais;
  • incêndios;
  • danos na parte elétrica ou na estrutura física da empresa;
  • acidentes com a frota;
  • catástrofes naturais;
  • vandalismo.

Quando há um incêndio, por exemplo, as empresas são obrigadas por lei a contratar um seguro para cobrir esse tipo de prejuízo. Sem ele, a organização pode ser multada e, em alguns casos, até ser impedida de funcionar, caso não cumpra a exigência. Dessa forma, o melhor é incluir nesse contrato obrigatório outros tipos de fatalidade, para garantir a sua tranquilidade.

Falta de uma equipe capacitada

Ter funcionários pouco qualificados pode representar mais do que a ineficiência no dia a dia da empresa. Uma equipe sem capacitação não consegue desenvolver as atividades e alcançar os resultados desejados. Isso acaba refletindo em atitudes de omissão e negligência por parte dos trabalhadores, ou até fraudes para mascarar má condutas e baixo desempenho.

Por isso, é muito importante investir na contratação de bons profissionais, sempre com a qualificação necessária para realizar o trabalho indicado. Também vale apostar na constante capacitação dos funcionários já contratados, incentivando-os a buscar mais conhecimento constantemente.

Problemas com o sistema operacional

Ninguém quer que isso aconteça, mas programas de computador podem falhar e atrasar as atividades de uma empresa.

Se um bom produto ou serviço não for contratado, pode haver queda de servidor, falha de sistema operacional, divulgação indevida de dados e informações sigilosas, ciberataques, entre tantos outros problemas. Além disso, é preciso instruir funcionários e colaboradores para usar antivírus e firewalls corretamente, bem como não divulgar informações confidenciais da empresa onde atuam.

A importância de contratar um seguro

Como dito anteriormente, nem todas as situações levantadas neste texto podem ser evitadas. Mas elas podem, sim, ser controladas e ter seu impacto reduzido. A contratação de um seguro para atender as principais necessidades da empresa é uma saída para evitar um grande descontrole financeiro nesse sentido, capaz até de comprometer o futuro da organização.

A seguradora contratada poderá lhe oferecer assistência nas mais diversas situações do mundo corporativo, além de garantir os recursos necessários para resolver imprevistos empresariais e, assim, garantir a saúde financeira da companhia.

Ainda outras medidas podem ser adotadas, como:

  • fazer um bom planejamento e gerenciamento da sua empresa;
  • investir em um ambiente de qualidade para os trabalhadores;
  • ter um plano de ação para a segurança no trabalho;
  • ficar sempre atualizado com as novas tendências do mercado;
  • cuidar da saúde financeira da sua organização;
  • ter uma boa reserva de capital.

Enfim, você sabe como é desafiadora a tarefa de gerenciar uma empresa. Mas, com um planejamento estratégico, o controle de cada setor da organização e um bom seguro, é plenamente possível diminuir os impactos de imprevistos empresariais e ter sucesso no seu empreendimento!

E aí, gostou do nosso conteúdo? Agora, aproveite para conferir também 5 seguros que são essenciais para a sua empresa!

Autor

Escreva um comentário

Share This