Consultoria em gestão de riscos: Sinais de que você precisa contratar uma

Você sabe o quanto uma consultoria em gestão de riscos pode ajudar na manutenção da competitividade e na perenidade de sua empresa? Em determinadas situações, por mais que se capriche nos processos de gerenciamento, fatores diversos podem minar a produtividade da organização e comprometer seus resultados.

E, muitas vezes, o gestor sequer tem tempo ou oportunidade de identificar as causas dessa queda de rendimento, perdendo não apenas o controle da situação, mas, também, os clientes e o seu espaço no mercado.

Confira neste post quais são os sinais que indicam quando é hora de contar com o auxílio externo de uma consultoria em gestão de riscos e saiba por que essa ajuda é importante para proteger o seu negócio.

Saiba o que é a gestão de riscos

Independentemente de sua área de atuação ou do seu tamanho, todas as empresas estão sujeitas a situações de risco que podem comprometer seus resultados e colocar sua saúde sob ameaça. Não é exagero dizer que, no mundo corporativo, as organizações dividem-se entre as que já enfrentaram crises e as que ainda serão atingidas por elas.

O que diferencia as empresas nesse aspecto é o impacto que sofrerão com o revés e, especialmente, como elas estarão preparadas para enfrentar essa situação. Enquanto algumas simplesmente ficarão na torcida para que a crise vá embora, outras tentarão reduzir sua influência nos resultados da organização ou até crescer com ela.

A gestão de riscos é, justamente, o ato de planejar, traçar estratégias para superar a adversidade, minimizando seus efeitos e até transformando-a em uma experiência positiva, capaz de fortalecer o negócio.

E o primeiro passo para se obter sucesso no enfrentamento de uma crise é identificando seus sinais e reconhecendo quando é necessário contar com um auxílio de um olhar externo, capaz de propor ajustes de rota suficientes para manter o desempenho satisfatório.

Confira 5 sinais que indicam a necessidade de contratar uma consultoria

1. Perdas elevadas ou em crescimento

Inadvertidamente, a empresa passa a contabilizar certas perdas incompatíveis com seu planejamento e seu histórico, que podem envolver desde problemas de caixa até questões envolvendo capital humano, acidentes de trabalho etc.

Muitas vezes, essa situação acontece sem que tenha ocorrido alguma mudança importante na rotina da empresa, o que faz com que os gestores tenham dificuldades de identificar os reais motivos do problema.

Sendo assim, contar com o auxílio de uma consultoria em gestão de riscos pode ser determinante tanto no diagnóstico das causas dessa nova realidade quanto na elaboração de uma estratégia de reversão e prevenção desse tipo de ocorrência, com a inclusão de boas práticas e novos processos de trabalho.

A experiência dos consultores, aliado a uma análise profunda da realidade do seu mercado são essenciais neste processo. Além disso, o olhar externo — de quem não está profundamente envolvido no negócio —, pode ser determinante para identificar riscos.

2. Custos imprevistos

Prevenir crises inclui mensurar os efeitos de uma possível situação negativa. É preciso ter ideia de qual será o seu impacto na empresa e de que forma é possível evitar ou, pelo menos, minimizar os prejuízos.

Um momento de crise pode gerar custos de diferentes espécies a uma empresa, não apenas o financeiro. Uma situação de risco pode fazer com o empreendimento perca capital humano ou sofra danos a sua imagem, por exemplo, com resultados péssimos para o futuro do negócio.

Identificar e mensurar esse tipo de custo sem auxílio externo pode ser um tanto difícil, especialmente quando se está mergulhado no dia a dia da gestão, sem gás para visualizar cada desdobramento futuro das situações adversas que a empresa está enfrentando ou lidará em breve.

3. Problemas no ambiente de trabalho

Por vezes, embora os resultados estejam sendo alcançados e a produtividade se mantenha elevada com todas as metas cumpridas, o ambiente interno da empresa pode estar carregado, prestes a explodir com tudo o que foi conquistado.

Um clima ruim de trabalho é um dos maiores inimigos da perenidade de um negócio. E quando os bons resultados mascaram essa situação, está criado o cenário para uma crise que pode ser bastante grave.

Há diferentes fatores que influenciam na qualidade do ambiente de trabalho. Desde falhas de gestão até problemas de infraestrutura, muitas coisas podem gerar a insatisfação de sua equipe. E isso pode ser um golpe na motivação e no engajamento, elementos indispensáveis para manter a produtividade em alta.

Mais uma vez o olhar externo de uma consultoria em gestão de riscos pode auxiliar na identificação dos fatores que tornam este ambiente ruim e contribuir na elaboração de um plano preventivo que melhore o clima interno e reverta os efeitos desta situação na empresa.

4. Dificuldade de avaliar cenários

Mergulhado no dia a dia da gestão do negócio pode acontecer que os líderes da empresa tenham dificuldades de visualizar desdobramentos importantes, que vão impactar a organização futuramente.

Essa deficiência de avaliação pode envolver desde uma situação interna, até uma mudança nas condições do mercado que impõe restrições ou ameaças que exijam um novo posicionamento, uma nova atitude.

Para isso, porém, é essencial antecipar o que está por vir para planejar como se proteger e se adaptar a uma nova realidade. As consultorias de gestão de risco têm a expertise necessária para fazer essa leitura, com foco no mercado do cliente, em condições de propor o melhor direcionamento para o negócio.

5. Defasagem de processos e tecnologias

Em determinados momentos, parece que a empresa simplesmente está ficando pra trás no seu mercado. Aparentemente, seus concorrentes estão sempre um passo a frente, mais rápidos e produtivos.

Muito provavelmente sua empresa não está conseguindo acompanhar o ritmo do mercado, que atualmente evolui de maneira vertiginosa. Talvez seus processos de trabalho ou seu modelo de gestão precisem de uma atualização que os alinhe com as exigências dos clientes.

Se essa for a causa da sua perda de produtividade, uma consultoria em gestão de risco poderá identificá-la e orientar os gestores sobre os principais passos para que a empresa se mantenha atualizada sempre e que possa competir em condições de igualdade.

Esses são alguns dos sinais que indicam que é hora de sua empresa contar com o suporte de uma consultoria em gestão de riscos para recuperar e manter seu melhor desempenho. Lembre-se sempre que esta contratação não se configura em uma despesa extra, mas, sim, em um investimento na perenidade do seu negócio.

Gostaria de saber mais sobre o que uma consultoria empresarial pode fazer pelo seu negócio? Então, assine nossa newsletter e receba todas as nossas novidades.

Autor

Escreva um comentário

Share This