Análise de riscos: como tornar o ambiente de trabalho mais seguro?

As técnicas de análise de risco foram desenvolvidas especialmente para identificar possíveis ameaças do local de trabalho para a saúde de quem ali permanece. Uma análise bem-feita ajuda a desenvolver maior segurança no trabalho, de maneira a reduzir perigos relacionados a cada atividade realizada.

Dessa forma, é possível diminuir casos de afastamento devido a acidentes e doenças ocupacionais e trazer maior qualidade de vida para os funcionários. Quer conhecer o passo a passo de uma análise de riscos, a fim de tornar o ambiente de trabalho mais seguro para todos? Então, continue acompanhando!

1. Conheça o processo produtivo

Nessa primeira etapa, é importante conhecer as diferentes atividades desenvolvidas dentro da empresa. Acompanhe o trabalhador em sua jornada e conheça de perto cada parte do processo produtivo.

É importante que cada passo de uma atividade seja conhecido de forma mais aprofundada. Durante essa etapa, pode-se fazer perguntas para o trabalhador, revisar os processos realizados, se certificar de que não faltou nenhum e, ainda, pedir para aqueles que possuem conhecimento na área que revisem os passos.

Esse processo é de extrema importância e deve ser feito em todas as áreas de trabalho e em todas as etapas, analisando não só o trabalhador individualmente, como também junto com os equipamentos e maquinários. Só assim é possível evitar que algumas atividades permaneçam com grandes chances de risco.

2. Identifique e liste os possíveis riscos de cada atividade

Esse passo pode ser realizado com o primeiro, pois ele consiste em identificar os riscos das atividades nas quais os colaboradores estão expostos e detalhá-las. Para isso, é necessário se perguntar quais são as atividades de risco, quem são as possíveis vítimas, o que precisaria acontecer para causar um acidente, entre outras questões.

As respostas das perguntas devem servir para ter uma visão mais ampla dos riscos e são um complemento para a próxima etapa. Além disso, elas vão ajudar a tomar providência contra os riscos, tornando o ambiente mais seguro para se trabalhar.

3. Analise e avalie os riscos

Com sua lista de perguntas já pronta, é necessário avaliar cada risco individualmente, classificando-os em graus e destrinchando-os. Para isso, deve-se responder a novas questões, tais como:

  • qual atividade está exposta a esse risco?
  • qual é o ambiente de risco?
  • quais são os acontecimentos que podem desencadeá-lo?
  • existem outros fatores que contribuem para potencializar o perigo? Quais são eles?
  • qual seria o resultado desse risco para as pessoas e para a empresa, caso ele venha a acontecer?

4. Crie um plano de controle de riscos

Por fim, deve ser feito um plano que apresente as soluções para eliminar ou reduzir cada um dos riscos apontados.

As principais medidas a serem implementadas para evitar acidentes ou doenças ocupacionais são a utilização de equipamentos de proteção individual, controle administrativo (mudando a forma na qual é realizado o trabalho) e controle de engenharia (realizando reformas no ambiente de trabalho).

Portanto, a análise de risco é essencial para tornar o ambiente de trabalho mais seguro, a fim de evitar acidentes e doenças. Além disso, não basta apenas conhecer o risco, é necessário tomar algumas medidas a fim de eliminá-lo. Dessa forma, tanto a empresa quanto os colaboradores saem ganhando.

Gostou do conteúdo e deseja saber mais sobre o assunto? Então, nos siga nas redes sociais Facebook e Linkedin!

Autor

Escreva um comentário

Share This